Goiás – Governo estende prazos dos editais da Lei Aldir Blanc

Objetivo é proporcionar aos participantes mais uma oportunidade para cumprir cronograma. Realização do projeto pode ser feita até 15/10 e prestação de contas até 30/10. Em 2020, foram pagos mais de R$ 5 milhões a produtores culturais

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), estendeu os prazos do cronograma dos editais de 2020 da Lei Aldir Blanc. Os proponentes têm agora até o dia 15/10 para executar o projeto e até o dia 30/10 para realizar a prestação de contas. O objetivo é proporcionar aos participantes mais uma oportunidade para cumprir em tempo hábil todas as etapas do certame.

Em 2020, a Secult lançou os primeiros três editais da Lei Aldir Blanc e aprovou mais de 1.500 projetos em todo o Estado, contemplando a pluralidade no setor artístico do Estado. Foram pagos mais de R$ 5 milhões aos fazedores de cultura e diversos projetos já foram inclusive finalizados.

Em 2021, novos 20 editais foram lançados para democratizar ainda mais o acesso aos recursos públicos. Os chamamentos foram elaborados em conjunto com diversos setores culturais para que as demandas e sugestões da classe artística fossem incluídas. Os atuais certames são caracterizados pela simplificação e desburocratização das regras, facilitando assim o acesso e participação dos proponentes. Foram realizadas diversas ações de capacitação, como lives e cursos presenciais, com o objetivo de auxiliar os artistas goianos e trabalhadores de cultura a realizar as inscrições.

A Secult/Goiás recebeu mais de seis mil inscrições, o triplo do esperado. Atualmente, ocorre a fase de habilitação, que consiste na análise da documentação dos projetos, e em seguida, a análise do mérito dos produtos culturais propostos.

Fonte: Secretaria de Estado de Cultura (Secult) – Governo de Goiás